O MUÇULMANO QUE FAZ CINEMA LGBT

O realizador e escritor Afdhere Jama nasceu em 1980 na Somália, país de maioria muçulmana sunita.  Devido à guerra civil, teve de se deslocar para o Quênia e, aos 15 anos, radicou-se nos EUA. Já depois dos 20, se converteu ao Islã.
Hearts”, (2015), “Angelenos” (2013), “Apart” (2010) ou “Rebound” (2009) são filmes de Afdhere  que abordam a homossexualidade dentro de minorias étnicas.
Afdhere-jama
Afdhere Jama
Além da sétima arte, Jama dedica-se à literatura. Assinou em 2008 “At Noonday with the Gods of Somalia”, antologia de poemas homoeróticos. E no ano passado publicou “Queer Jihad: LGBT Muslims on Coming Out, Activism, and the Faith”, livro sobre muçulmanos que tentam viver a homossexualidade ao mesmo tempo que se mantêm fiéis à religião. O título, lê-se na introdução, é inspirado no de um blog que Afdhere Jama descobriu em 1997 e que o ajudou a assumir-se.
Trailer de REBOUND:

Trailer de APART:

Trailer de ANGELENOS:

| Adaptado do original de Bruno Horta, via Feminismo Islâmico